a acompanhar o crescimento do PIB em 1,1%













o emprego remunerado caiu para o nível mais baixo de há 16 anos, tendo a economia portuguesa criado 36,3 mil empregos no segundo trimestre do ano.