Os indicadores macroeconómicos sugerem que a trajetória de «ligeira recuperação» continuou no segundo trimestre do ano em Espanha, com um crescimento no consumo privado, segundo o último boletim do Banco de Espanha (BdE).

Durante o primeiro trimestre, a economia cresceu 0,4%, em termos inter-trimestrais, duas décimas mais que no final de 2013, tendo aumentado 0,5% em termos anuais.

O BdE destaca o aumento no investimento em bens de equipamento, com nova desaceleração no ritmo de contração do investimento em construção.

Já no que respeita ao emprego, o banco central refere que se prolonga a tendência positiva dos últimos meses.

O BdE destaca ainda a evolução positiva no setor do turismo, com recordes em chegadas e gastos de turistas.