O nível de atividade na reabilitação urbana registou um aumento de 3,6% em outubro, o que representa uma "inversão positiva" face aos valores dos últimos quatro meses, conclui o barómetro do setor.

De acordo com o barómetro da Associação dos Industriais da Construção Civil e Obras Públicas (AICCOPN), houve "um incremento de 3,5%, em termos homólogos", no nível de atividade das empresas que atuam na reabilitação urbana.

Este aumento "representa uma inversão positiva face aos valores apurados para este indicador ao longo dos últimos quatro meses", sublinha a AICCOPN, numa nota de imprensa hoje divulgada.

Segundo o barómetro, também no índice relativo à carteira de encomendas observa-se um aumento "expressivo", de 32,6%, "esperando-se que esta evolução se venha a traduzir num acréscimo da produção durante os próximos meses".

Também a produção contratada em meses em outubro (o tempo assegurado de laboração a um ritmo normal de produção) registou uma subida de 10% face ao observado no mês anterior, fixando-se nos 8,3 meses, revelou o barómetro.