A economia de Angola deverá ter crescido apenas 4,5 por cento em 2013, de acordo com o relatório do gabinete de estudos económicos e financeiros do BPI sobre o país a que a Agência Lusa teve acesso.

«De acordo com as nossas projeções, esperamos que o crescimento de Angola tenha chegado aos 4,5%, ligeiramente mais alto que as estimativas do Fundo Monetário Internacional mas ainda atrás das projeções das autoridades nacionais [que apontavam inicialmente para 7,1%] e depois acelerará para 5,3% este ano», lê-se no documento com o título 'Rumo à Diversificação Económica'.

A dependência económica do petróleo, que representa praticamente metade da economia, é referência constante ao longo de todo o relatório, que tem até um capítulo especial sobre este setor.