Deverá ser aprovada esta sexta-feira, no Parlamento, a nova lei que estipula as condições em que os PPR podem ser resgatados para permitir o pagamento do crédito à habitação.

Um dos pontos em destaque no novo projeto é a proibição dos bancos alterarem as condições do empréstimo, por exemplo, o aumento do spread cobrado ao cliente.

Também é regulamentada a proibição de cobrança de comissões pelo reembolso, quer por parte do banco, quer por parte da seguradora.

A nova lei foi redigida pelos deputados de todos os partidos parlamentares.