Os empréstimos concedidos pelos bancos para educação e saúde praticamente duplicaram em fevereiro, segundo dados divulgados esta sexta-feira pelo Banco de Portugal.

O montante do crédito concedido aumentou 25,8% em fevereiro face ao mesmo mês do ano passado, para 447,954 milhões de euros,

Houve, no total, 113.252 novos empréstimos aos consumidores, mais 15,5% do que em fevereiro de 2014 e mais 9,2% do que no mês anterior, em janeiro deste ano.

Estes novos contratos celebrados corresponderam a um montante global de 447,954 milhões de euros, o que representa um crescimento de 25,8% em termos homólogos e de 16,3% em cadeia.

Esta semana, o Banco de Portugal também divulgou outras estatísticas: os bancos portugueses tinham, em fevereiro, 17.984 milhões de euros em crédito malparado, mais 275 milhões de euros do que no mês de janeiro.

As taxas de juro médias dos novos depósitos atingiram novos mínimos históricos. Os bancos dão cada vez menos aos clientes pelo dinheiro que querem guardar no banco.