O valor médio da avaliação das casas - apartamento e moradias -  aquele que conta na hora de pedir crédito ao banco, está a subir há três meses na comparação face ao mês anterior.

Em termos médios, o valor de avaliação bancária do total do país fixou-se em 1.065 euros/metro quadrado (m2) em junho, registando um aumento de 5 euros/m2 face ao valor observado em maio (variação de 0,5%), refere o Instituto Nacional de Estatística em comunicado.

Em termos homólogos, o crescimento em junho foi de 3,4%, que compara com um aumento de 3,3% no mês anterior.

Na área metropolitana de Lisboa, o aumento foi de 1,2% (1.291 euros/m2), sendo o que mais contribuiu para a variação do agregado.

Mesmo assim, os aumentos mais expressivos foram observados na região do Algarve (4,9%) e na Região Autónoma da Madeira (4,5%).

Por tipo de imóvel, no mês em análise, nos apartamentos o valor médio de avaliação bancária subiu 0,2% para os 1.105 euros/m2. Já nas moradias, o valor médio de avaliação bancária, para o total do país, situou-se em 992 euros/m2. Mais 10 euros/m2 face ao valor observado em maio. Com exceção da região do Centro, todas as regiões apresentaram crescimentos do respetivo valor médio de avaliação.