No último dia de greve dos trabalhadores da CP surge um novo pré-aviso: dia 16 de abril, as quatro empresas que representam o setor ferroviário vão parar. Os trabalhadores da CP, Refer, CP Carga e EMEF estão abrangidos por este pré-aviso, confirmou a TVI.

«Estamos a preparar um dossiê para entregar na Assembleia da República sobre as quatro empresas, ao mesmo tempo que estmaos a promover ações de esclarecimento e mobilização dos trabalhadores», refere Adílio Carvalho, coordenador nacional do Sindicato Nacional dos Trabalhadores do Setor Ferroviário.

A paralisação surge quando passam 40 anos sobre a nacionalização da CP. O pré-aviso foi subscrito por nove organizações de trabalhadores, «mas alvaguarda todos os trabalhadores sem exceção, independentemente de algumas categorias profissionais não terem subscrito o pré-aviso», explica o responsável.

Neste que é o último dia de paralisação da CP, Adílio Carvalho diz que o sindicato está satisfeito com a adesão, sinal claro «que tem de haver uma mudança rápida e urgente de política para aquilo que está a ser aplicado no setor, nomeadamente com o não cuprimento dos acordos de empresa, a juntar a medidas de congelamento de progressão na carreira, etc», remata.