A filha de Américo Amorim, Paula Amorim, assume a presidência do Grupo Amorim, na sequência da morte do pai, ontem, aos 82 anos. À frente da empresa Corticeira Amorim, continua o sobrinho António Rios de Amorim.

Numa mensagem no site do grupo, Paula Amorim já assina como "presidente", prometendo "prosseguir a obra de um empresário tão singular", como foi o homem mais rico do país. "Nada para nós é mais gratificante".

Num momento em que as novas gerações da Família são chamadas a assumir responsabilidades acrescidas, parece-nos importante afirmar que o Grupo Américo Amorim continuará empenhado em consolidar o seu papel na economia, no respeito dos valores do seu fundador, de solidez, rigor e trabalho, e na prossecução da sua visão estratégica de sucesso".

Paula Amorim mostra confiança no futuro, falando em nome da equipa. "Estamos certos que estaremos à altura dos atuais e novos desafios com que nos confrontaremos, contando com o contributo e a dedicação de toda a nossa a organização, que já deu provas de elevada competência".

A filha de Américo Amorim faz questão de citar o pai para ilustrar o que a move: "Dinamizar a economia é um acto superior, que o Homem com talento e capacidade tem obrigação de implementar como forma de contribuição à sociedade do futuro".

O grupo Amorim atua em várias áreas: para além da cortiça, também tem negócios na energia, floresta, imobiliário e luxo.

As ações da Corticeira estão a protagonizar a maior queda do PSI20. Pelas 10:35, caíam cerca de 2,9% para 12,075€.

Site Corticeira Amorim