O segundo maior grupo de publicações norte-americano, Tribune, vai cortar 700 postos de trabalho, ou seja, 6% do total dos colaboradores. Os cortes, segundo o The Guardian, incidem maioritariamente sobre os jornais, devido à separação entre os ativos publicitários e os negócios da televisão.

O grupo é responsável pela publicação de 8 jornais, entre eles o Los Angeles Times e o Chicago Tribune e tem 23 estações televisivas por todos os Estados Unidos.

A maioria dos cortes nos postos de trabalho vão incidir sobre a área comercial e poupar a redação.

O grupo, que esteve à beira da falência no ano passado, está a atrair o interesse de vários investidores.