O Governo vai manter «excecionalmente» o corte de 30% no financiamento das fundações ligadas à Cultura, revelou o secretário de Estado da Cultura, Jorge Barreto Xavier.

Os cortes estão inscritos na porposta de Orçamento de Estado para 2014 e, no caso da cultura, a exceção é o Centro Cultural de Belém (CCB), que só sofrerá uma redução de 20%, justificada com os encargos com a Fundação Berardo¿.

«O Governo mantém a intenção geral, devido às restrições que vivemos, de cortes de 50% para as fundações, com a exceção que o Governo determinará para as fundações na área da Cultura [de 30%]», precisou o governante.

Interrogado sobre o corte de mais de um milhão de euros no financiamento ao Teatro Nacional de São João, o secretário de Estado remeteu explicações para a Assembleia da República.