A partir desta segunda-feira os trabalhadores do Fisco têm acesso limitado aos dados dos contribuintes. É um novo plano de segurança informática que surge depois da polémica sobre a Lista VIP.

O mecanismo informático que obriga cada funcionário da Autoridade Tributária a justificar a razão da consulta dos dados dos portugueses.

A justificação terá de ser feita no momento em que o trabalhador tentar aceder à informação, sendo confrontado com uma pergunta e várias opções de resposta.

Esta é uma das 12 medidas que constam do plano de ação em matéria de reforço da segurança de informação, que prevê também a revisão e a redução das permissões concedidas às entidades externas ao fisco que tinham acesso aos dados fiscais dos contribuintes.