A EDP tem até 2020 para substituir quase cinco milhões de contadores de eletricidade.
 
A União Europeia obriga a instalação de 4,8 milhões de contadores inteligentes em Portugal, durante os próximos cinco anos.
 
Segundo o Jornal de Notícias, para a operação são necessários 600 milhões de euros. Até agora, os fundos comunitários disponibilizam 120 milhões de euros.
 
Para os consumidores fica a garantia de que os preços a aplicar aos clientes nunca poderão subir, devido ao custo dos novos aparelhos.
 
Os contadores inteligentes são aparelhos capazes de alertar os consumidores para consumos elevados, enviar contagens remotamente ou religar a eletricidade sem esperar por técnicos.