Entre janeiro e março o sistema e-fatura registou mais de 1,2 mil milhões de euros de faturas. Só as faturas com número de contribuinte a consumidores finais somaram 228 milhões de euros, mais 53% em termos homólogos, escreve o Diário Económico.

O aumento reflete já a reforma do IRS e o novo regime de deduções à coleta para 2015. E os dados mostram que o aumento tem vindo a acontecer de forma consistente.

Com a reforma do IRS as despesas dedutíveis aumentaram, mas para serem consideradas no IRS de cada contribuinte ou agregado familiar precisam de ser emitidas com o NIF dos consumidores finais e comunicadas atempadamente à Autoridade Tributária.

Até março foram emitidas e comunicadas 203 milhões de faturas e documentos para despesas dedutíveis no novo IRS.