A DECO recebe, em média, 96 pedidos de ajuda todos os dias, relacionados com situações de sobre-endividamento. Nos primeiros seis meses foram submetidos 17.230 pedidos de ajuda à associação de defesa do consumidor, escreve o Jornal de Notícias.

Os desempregados continuam a representar a maior fatia das famílias com dificuldades em pagar as contas. Os pedidos de ajuda dos reformados totalizam já os 16%.

Dos mais de 17.000 pedidos de ajuda, a DECO abriu 1.241 processos. Dos processos abertos já este ano foi possível reestruturar 72% dos contratos e 15% dos incumprimentos.

Cada sobre-endividado tem uma média de quatro créditos. O rendimento mais baixo contabilizado pela associação é de 50 euros.