“Temos de perceber que o que está aí [no relatório do ICES] corresponde ao cenário mais precaucionário de todos em termos ambientais e é um cenário de menor captura possível, mais drástico do que isto é não capturar nada”, enfatizou.




Para já, garantiu, “está tudo em aberto”.


PS: limite de 1.600 toneladas para a pesca da sardinha é “dramático”