O clima económico subiu em Portugal pelo segundo mês consecutivo em março. Registou-se uma melhoria nos sectores da construção, obras públicas, comércio e serviços. Já a confiança dos consumidores estabilizou, segundo o Instituto Nacional de Estatística.

O indicador de confiança dos consumidores situou-se então num valor negativo de -11,3 pontos, o mesmo valor que em Fevereiro, e face a -11,5 há um ano atrás.

"No mês de referência, a evolução do indicador (confiança dos consumidores) refletiu o contributo positivo das perspetivas de evolução do desemprego e o contributo negativo das restantes componentes"

Já o indicador de clima económico cresceu para 1, o que compara com 0,7 de fevereiro.

Foi a partir do segundo mês de 2016 que se quebrou a tendência de seis meses de descida deste indicador que resulta do inquérito de conjuntura, representando as opiniões dos empresários de diferentes sectores de actividade, desde a indústria, à construção, passando pelo comércio e serviços.