"Felizmente este processo correu muito bem. Mesmo na Área Metropolitana do Porto, que inicialmente levou algumas dificuldades, chegou-se a acordo", congratulou-se o secretário de Estado do Desenvolvimento Regional.















"Há aqui uma política voluntária de descentralizar e confiar nas câmaras municipais como agentes de desenvolvimento", acrescentou.