A França apresentou hoje «novas medidas» que permitem reduzir o défice público em 3,6 mil milhões de euros, após críticas da Comissão Europeia ao seu projeto de orçamento para 2015.

O ministro das Finanças, Michel Sapin, afirmou que esta alteração se deve à descida das taxas de juro que reduz os custos da dívida e a algumas medidas novas que serão adotadas no âmbito da luta contra a fraude fiscal.

A Comissão Europeia pediu explicações ao Governo francês depois de Paris ter apresentado uma previsão de défice de 4,3% do PIB (Produto Interno Bruto) para 2015, acima do limite europeu de 3%.