A Comissão Europeia está a exigir ao governo português que o projeto orçamental para este ano aponte para um défice nominal abaixo de 2,8%, de modo a permitir que o défice estrutural do ano baixe 0,5% para compensar o facto de em 2015 ter sido superior ao previsto, escreve o Público.

O Governo está a negociar com Bruxelas de forma a conseguir satisfazer estas exigências e também para satisfazer orçamentalmente as promessas eleitorais que têm sido aprovadas.

Está assente, no entanto que o défice de 2015 atingirá a meta excessiva de 4,2%, por causa do resgate ao Banif.

O primeiro-ministro afirmou esta segunda-feira que o Governo tenciona entregar na sexta-feira, em Bruxelas, o esboço da proposta de Orçamento para 2016, documento que será depois apreciado em duas reuniões do Eurogrupo entre fevereiro e março.