Portugal é um dos Estados-membros da União Europeia onde o apoio ao euro mais aumentou nos últimos meses, apesar de os portugueses serem dos mais insatisfeitos com a atual situação económica, revela um inquérito divulgado pela Comissão Europeia.

De acordo com o Eurobarómetro da primavera, realizado em junho, 59% dos portugueses dizem-se a favor de uma união económica e monetária europeia com uma moeda única, o euro, um valor que fica acima da média europeia (55%), e que representa um aumento de nove pontos percentuais de defensores do euro Portugal desde o anterior inquérito do outono, em novembro de 2013, altura em a moeda única merecia o apoio de 50% dos inquiridos.

O aumento de 9 pontos desde novembro apenas é superado ao nível da UE pelo crescimento de 15 pontos percentuais registado na Letónia (para os 68%) e de 10 pontos na Lituânia (para os 50%), país que acabou de receber luz verde para aderir à zona euro a partir de 01 de janeiro de 2015, enquanto na média da UE o crescimento do apoio ao euro foi de 3% entre novembro de 2013 e junho de 2014.

O mesmo inquérito revela que os portugueses são dos cidadãos europeus mais insatisfeitos e pessimistas com a atual situação económica no país (considerada «má» por 96% dos inquiridos), com uma maioria (52%) a recear que o impacto da crise no mercado de trabalho ainda vai piorar.