A eurodeputada socialista Ana Gomes quer Bruxelas investigue a compra da Efacec pela empresária angolana Isabel dos Santos, por suspeita de branqueamento de capitais.

Ana Gomes e quatro outros eurodeputados do Intergrupo Parlamentar para a Integridade e Transparência, comunicações dirigidas à Comissão Europeia, à Autoridade Bancária Europeia (ABE), ao Banco Central Europeu (BCE) e ao Grupo de Ação Financeira Internacional (GAFI) para que averiguem, “ a legalidade da compra” da empresa portuguesa Efacec por Isabel dos Santos, filha do Presidente angolano José Eduardo dos Santos, “face à legislação europeia anti branqueamento de capitais”.

A sociedade Winterfell, da empresária angolana Isabel dos Santos, concluiu a compra de 65% da Efacec Power Solutions, confirmaram as empresas em comunicado a 4 de junho.

A imprensa tinha avançado que o valor da operação rondaria os 200 milhões de euros, mas as empresas preferem não divulgar os pormenores do negócio. 

O Grupo José de Mello e a Têxtil Manuel Gonçalves, que eram até à data os maiores acionistas da empresa, ficarão agora com participações minoritárias.  

A operação terá ainda de ser aprovada pela Autoridade da Concorrência.