O vice-presidente da Comissão Europeia Valdis Dombrovskis afirmou esta sexta-feira que Portugal deve garantir a sustentabilidade de médio prazo do sistema de pensões e avisou que, “se esse ajustamento for adiado”, vão ser precisas “ações muito mais dramáticas”.

O comissário europeu para o Euro e para o Diálogo Social, que foi ouvido esta manhã pelos deputados da Assembleia da República portuguesa, afirmou aos jornalistas que “é preciso garantir a sustentabilidade de médio prazo dos sistemas de pensões” não só em Portugal, mas em vários países europeus, tendo em conta o envelhecimento da população que vários Estados enfrentam e que vão pressionar as despesas públicas no futuro.

“É preciso fazer o ajustamento necessário [nos sistemas de pensões] e quanto mais cedo esse ajustamento for feito, mais suavemente será feito. Se este ajustamento for adiado, depois, vai exigir uma ação muito mais dramática”, afirmou o comissário europeu.