A administração da RTP, liderada por Alberto da Ponte, bem como o Conselho Geral Independente (CGI) vão ser ouvidas, a pedido do primeiro, na Assembleia da República. A comissão parlamentar para a Ética, a Cidadania e a Comunicação aprovou esta sexta-feira as audições. Também o ministro Miguel Poiares Maduro irá à comissão, no dia 17 de dezembro.

«As audições do Conselho de Administração e do CGI foram aprovadas por unanimidade», disse o presidente Jacinto Serrão, adiantando que falta agora apenas marcar a data de acordo com as agendas da comissão e dos respetivos órgãos.

A administração liderada por Alberto da Ponte enviou na quinta-feira um pedido de audiência com caráter de urgência à comissão parlamentar, na sequência do pedido de destituição feito pelo CGI.

Entretanto, o ministro da tutela, Miguel Poiares Maduro, irá à comissão parlamentar para a Ética, a Cidadania e a Comunicação, na sequência da audição regimental, a 17 de dezembro.

O CGI anunciou na quarta-feira que iria pedir, junto do acionista único Estado, a destituição da administração da RTP.