As contas anuais e das campanhas eleitorais entre 2005 e 2009 derma quase sempre azo a coimas por irregularidades e ilegalidades. A conta total enviada pelo Tribunal Constitucional aos partidos ultrapassa os 2,26 milhões de euros e já houve partidos a pedirem para pagar algumas das coimas a prestações, escreve Público.

Os mais multados são os 5 partidos com assento parlamentar, com o PSD a liderar. Os sociais-democratas receberam ordem para pagar, cumulativamente, 420 mil euros de coimas. Para a sede do PS o acórdão ordena o pagamento de 388 mil euros de coimas, enquanto o CDS-PP já acumula 344 mil euros. O PCP teve de pagar 295,900 euros, e pelas campanhas na coligação CDU, as coimas são de 90 mil euros. O BE tem um somatório de 94 mil euros.