O conselho de administração da Media Capital, que detém a TVI, considerou hoje que a oferta pública geral e obrigatória de aquisição das ações do grupo, anunciada pela Meo, "é oportuna e que as respetivas condições são adequadas".

Num comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), o grupo refere que "o conselho de administração da Media Capital considera que a oferta é oportuna e que as respetivas condições são adequadas".

Sobre as oportunidades e condições da oferta diz a administração da Media Capital que a oferta lançada pela Meo "não é inoportuna" e que o preço de 2,5546 euros por ação é "adequado". Contudo, por corresponder ao valor mínimo "fixado na regulamentação para ofertas públicas de aquisição obrigatórias", o conselho de administração da Media Capital entende ainda, como adequado, um eventual "aumento ou revisão em alta da contrapartida da oferta, encontrando-se num intervalo de valorização da sociedade visada que se considera razoável e apropriado". Ou seja, entende que o preço podia ser aumentado.

O relatório da administração é um dos passos obrigatórios quando acontecem estes processo de oferta sobre empresas cotadas em bolsa. A Meo, detida pela Altice, anunciou uma oferta pública geral e obrigatória de aquisição constituída pela totalidade das 84.513.180 ações representativas do capital social da Media Capital admitidas à negociação no mercado regulamentado.