O número de turistas chineses que visitaram Portugal em 2014 cresceu 49,3% para 113.200, que gastaram 54 milhões de euros, quase 20 milhões mais do que em 2013, confirmando a "aposta" do Turismo de Portugal (TdP) na China.

Os dados, ainda provisórios, foram compilados pelo Instituto Nacional de Estatística e pelo Banco de Portugal, respetivamente, e foram divulgados por ocasião dos seminários que o Turismo de Portugal promove esta semana em três grandes cidades chinesas.

Segunda economia mundial, habitada por uma vasta população com crescente poder de compra, a China tornou-se também o maior emissor de turistas, ultrapassando os Estados Unidos da América.

Chineses vêm a Portugal pelo património e compras

O património histórico e as compras são as principais atrações para o crescente número de turistas chineses que visitam Portugal, indicou à Lusa Miguel Cymbron, diretor de marketing de uma das maiores cadeias hoteleiras de Lisboa.

"Os chineses não vão a Portugal para ir para a praia. Nem têm tempo para isso: em média ficam apenas duas ou três noites. Normalmente entram em Portugal através de Madrid e saem também por Madrid", afirmou aquele gestor.

Miguel Cymbron encontra-se na China, pela primeira vez, para participar numa série de encontros com operadores turísticos chineses, organizados esta semana pelo Turismo de Portugal em Pequim, Xangai e Cantão.

"Estamos a subir mais de 20% no mercado chinês e para nós, a China já é mais importante do que os Estados Unidos", disse Cymbron acerca da sua empresa, que é proprietária de nove hotéis em Lisboa, um dos quais de 5 estrelas.

De acordo com estimativas oficiais portuguesas, 113.200 turistas chineses visitaram Portugal em 2014, num aumento de 49,3% em relação ao ano anterior, e gastaram 54 milhões de euros, quase mais 20 milhões de euros do que em 2013.

Segunda economia mundial, habitada por uma vasta população com crescente poder de compra, a China tornou-se também o maior emissor de turistas, ultrapassando os Estados Unidos da América.

Cerca de 109 milhões de chineses - mais 19,5% do que em 2013 - viajaram o ano passado para fora da China continental. A maioria fica-se por Hong Kong e Macau, mas os Estados Unidos, a Europa e Austrália atraem cada vez mais a nova classe média chinesa.

Em novembro de 2014, em Xangai, o governo português lançou uma campanha de promoção concebida especificamente para a China e centrada na imagem de "C Luo" (Cristiano Ronaldo, em chinês), a figura portuguesa mais conhecida no país.