O banco JP Morgan Chase está a ser investigado pelas autoridades norte-americanas por suspeita de ter contratado filhos de oficiais chineses influentes para garantir negócios na China, informou no sábado o «The New York Times».

De acordo com a edição digital deste diário, que cita um documento confidencial do Governo norte-americano, o banco contratou nomeadamente o filho de Tang Shuangning, um ex-regulador bancário chinês que é atualmente o presidente do grupo financeiro estatal China Everbright, e desde então garantiu com esta empresa vários negócios.

O «The New York Times» refere que o escritório do JP Morgan em Hong Kong também contratou a filha de um oficial chinês da área dos caminhos-de-ferro e que a empresa foi selecionada para aconselhar o China Railway Group a tornar-se numa empresa pública.

O banco não foi, para já, alvo de qualquer acusação.