As exportações chinesas diminuiram 3,4% no primeiro trimestre de 2014 e as importações subiram 1,6%, reduzindo o excedente comercial para 16,74 mil milhões de dólares (12,1 mil milhões de euros), foi esta quinta-feira anunciado.

De acordo com a Administração-Geral das Alfândegas da China, no conjunto, entre janeiro e março, o comércio externo da China caiu 1,6% em relação a igual periodo de 2013, para 965,88 mil milhões de dólares (69,8 mil milhões de euros).

A queda foi especialmente acentuada no mês passado, quando as exportações e importações diminuiram 6,6% e 11,3%, respetivamente.

O porta-voz da Administração-Geral das Alfândegas Chinesas, Zheng Yuesheng, desvaloriziu os dados do ultimo trimestre, afirmando que «o comércio externo da China recuperará em maio».

O Governo chinês preconizou para 2014 um crescimento de 7,5% no comércio externo, igualando o aumento registado no ano passado.

Segunda economia mundial, a seguir aos Estados Unidos da América, a China é também o maior exportador do planeta.