O Estado arrecadou 276 milhões de euros em certificados de aforro e do tesouro, em fevereiro, segundo o boletim mensal do IGCP, a agência que gere a dívida pública, divulgado esta sexta-feira.

De acordo com o IGCP, em fevereiro, foram emitidos certificados de aforro no valor de 161 milhões de euros, tendo sido amortizados 52 milhões de euros. Quanto aos certificados do tesouro, foram emitidos 168 milhões de euros e amortizado um milhão.

Ao todo, o Estado arrecadou, em fevereiro, 109 milhões de euros em certificados de aforro e 167 milhões de euros em certificados do tesouro, totalizando um encaixe de 276 milhões.

No final de fevereiro, o Estado detinha 12.755 milhões de euros nestes dois instrumentos de poupança, mais 597 milhões de euros do que no final de 2013.

O Governo tem vindo a tentar captar a poupança das famílias para a dívida pública. Depois de, em agosto de 2012, ter alterado as condições de remuneração dos certificados de aforro, no final de outubro de 2013 lançou os Certificados do Tesouro Poupança Mais, cujas subscrições têm feito aumentar o saldo dos certificados do tesouro.