O Ministério das Finanças reiterou hoje que as metas de redução do défice deste ano serão atingidas com o cumprimento do previsto no Orçamento do Estado e que não serão necessárias medidas adicionais.

“O Ministério das Finanças reitera o compromisso e empenho no cumprimento rigoroso dos objetivos traçados no Orçamento do Estado. Reafirma também a confiança na economia portuguesa e nas políticas que estão a ser seguidas para que as metas estabelecidas sejam cumpridas, sem necessidade de medidas adicionais”, afirma o ministério liderado por Mário Centeno numa nota enviada à agência Lusa.

O ministério reagiu assim à decisão do Conselho, que aceitou hoje a recomendação da Comissão Europeia para não impor sanções a Portugal e Espanha, depois de os dois países terem falhado as metas europeias de redução de défice excessivo.