A Porsche vai criar 1.400 novos postos de trabalho. O objetivo é acelerar o desenvolvimento de seu primeiro carro desportivo totalmente elétrico para fazer frente à Tesla Motors. Ou seja, passar de um protótipo - o Mission E, apresentado o ano passado - para a realidade. 

A maioria dos novos empregos - cerca de 1.200 - vão reforçar as instalações da principal fábrica da construtora automóvel em Stuttgart, na Alemanha.

A notícia é avançada pela Bloomberg que cita as declarações dos responsáveis da marca, em conferência de imprensa.

A Porsche também está à procura de 100 especialistas em tecnologia da informação, 50 para a área digital e estagiários. Uma busca que pretende ir ao encontro do que de melhor se faz na Google a na Apple mas colocando a tecnologia ao serviço dos carros.

Atualmente há uma guerra pelos talentos", assumiu o diretor de Recursos Humanos, Andreas Haffner.

Desde 2010 que Porsche tem vindo a aumentar o número de quadros – já duplicou para um total de 26.200 funcionários – com o objetivo de fazer face à crescente procura dos seus Cayenne e Macan, veículos utilitários desportivos.

Há já alguns meses que a Porsche está a estudar, concretamente propostas da Panasonic e da Bosch para a criação de uma bateria para o desafio do carro elétrico.