Cavaco Silva recebeu esta quarta-feira uma versão revista e aumentada da contribuição extraordinária de solidariedade (CES), segundo o Jornal de Negócios. O Presidente tem agora 8 dias para decidir se volta a enviar a proposta para o Tribunal Constitucional ou se dá luz verde.

A CES original já está a ser aplicada desde janeiro para rendimentos superiores a 1350 euros, depois de ter visto o Tribunal Constitucional chumbar o corte de 10% nas reformas da Caixa Geral de Aposentações.

O Governo decidiu, por isso, ampliar a CES, fazendo-a chegar a mais 165 mil reformados através da descida do limiar mínimo para os 1100 euros e agravando-a ligeiramente para as pensões acima dos 4.611 euros. Foi esta nova versão que seguiu na quarta-feira para Belém.