O Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, tem até quarta-feira para pedir ao Tribunal Constitucional a fiscalização preventiva do Orçamento do Estado para 2014.

Segundo o Diário de Notícias, alguns conselheiros de Cavaco Silva afirmam que o Presidente não o deverá fazer. É o caso de Marcelo Rebelo de Sousa e Luís Marques Mendes, que já anteciparam nos seus espaços televisivos de comentário que o OE deverá ser promulgado.

No seu comentário de domingo, na TVI, Marcelo Rebelo de Sousa defendeu que Cavaco Silva «deve promulgar o Orçamento e só depois, caso tenha dúvidas, pedir a fiscalização sucessiva ao Tribunal Constitucional».