stocks

“Temos de atrair muito mais investimento, porque os portugueses são os maiores consumidores de peixe do mundo, no consumo per capita e, mesmo que os stocks no mar sejam controlados e permitam pescarias no futuro, não vão chegar certamente para satisfazer todas as necessidades de peixe dos portugueses”, disse.



“A fileira do pescado emprega de forma direta 24 mil pessoas, mas juntando os empregos indiretos são 90 mil portugueses que trabalham no setor do pescado. Contribui com mais de dois mil milhões de euros para o Produto e as exportações representam cerca de 900 milhões de euros”, enumerou.