A administração da empresa espanhola Abertis, que se dedica à exploração de infraestruturas de transportes e telecomunicações, vai reunir na segunda-feira para discutir a possibilidade de mudar a sede da Catalunha, escreve a Reuters, que cita uma fonte próxima.

A reunião surge um dia antes da possibilidade do Governo Regional da Catalunha declarar a independência da região, depois do referendo de 1 de outubro.

Oficialmente, a multinacional, que constrói e opera auto-estradas em Espanha, França e no continente americano, não comentou. 

Várias empresas catalãs já anunciaram que vão sair da região caso a independência seja declarada. A Gas Natural é uma delas.

Os bancos também estão em “debandada”. O Sabadell já decidiu mudar a sede social para Alicante. O CaixaBank - dono do banco português BPI - decidiu também encontrar outro destino para a sua sede: Valência.