A produção de veículos automóveis em Portugal está imparável: disparou 211% em agosto, em comparação com o mesmo mês do ano anterior. No total, foram fabricados 8.610 veículos ligeiros e pesados. O balanço é da Associação do Comércio Automóvel de Portugal (ACAP).

Contas feitas, nos primeiros oito meses deste ano foram produzidas 102.314 unidades, mais 5,3% comparando com o mesmo acumulado de 2016.

Se nos centrarmos apenas em agosto:

  • a variação homóloga na produção dos ligeiros de passageiros registou uma subida de 543,7%, para 6.797 unidades
  • o setor dos comerciais ligeiros decresceu 0,2%, para 1.587 unidades
  • os veículos pesados registaram um crescimento de 85,2%, para 226 unidades

Produção por marcas

  • Volkswagen -  4.480 viaturas (+1.983,7%)
  • Citroen - 207 (-14,8%)
  • Seat - 1.761 unidades (+1.204,4%)
  • Peugeot - 349 (-24,6%)
  • Peugeut Citroen - 1.992 unidades (-8,6%), somando no acumulado do ano uma evolução positiva de 2,4% para 34.927 veículos
  • Mitsubishi Fuso Truck Europe - 377 (+58,4%) e no acumulado do ano 6.620 unidades (+50,1%)
  • Toyota Caetano não registou produção em agosto. No total acumulado até agora tem 1.471 veículos produzidos em Portugal (+7,8%)

Esmagadora maioria para exportar

Como tem sido recorrente, a grande maioria dos automóveis produzidos em Portugal têm como destino a exportação. A ACAP sublinha, em comunicado, a “importância que as exportações representam para o setor automóvel”. A percentagem fala por si: 96,4% dos veículos produzidos foram vendidos para o mercado externo, “o que, sublinhe-se, contribui de forma significativa para a balança comercial portuguesa”.

A Europa continua a ser o principal destino das exportações dos veículos fabricados em Portugal, com 84,3%. Os países lideres são a Alemanha (18,9%), Espanha (14,5%), Reino Unido (11,7%) e França (10,5%).

O mercado asiático, liderado pela China (10,3%), mantém o segundo lugar.

As vendas também estão a aumentar. Os últimos dados disponíveis dizem respeito a julho, mês em que o mercado automóvel voltou a ter um desempenho positivo.

Veja também: