A multinacional francesa Eurostyle Systems, que produz componentes para automóveis, vai investir 18 milhões de euros em duas novas fábricas a instalar no parque empresarial de Lanheses, Viana do Castelo, que em 2019 deverão atingir os cem postos de trabalho diretos, noticia a Rádio Minho.

O novo investimento apresentado esta segunda-feira em conferência de imprensa na Câmara de Viana do Castelo, prevê que a primeira fábrica, orçada em 10 milhões de euros, inicie a laboração em março de 2017 num terreno com mais de 17 mil metros quadrados.

A construção da segunda unidade fabril, estimada em oito milhões de euros, está prevista para 2018 um terreno de mais de 23 mil metros quadrados.

Em declarações aos jornalistas, após a assinatura, com a autarquia local do contrato de investimento, o administrador do grupo francês, François Lemasson estimou que as novas fábricas “terão uma faturação anual na ordem dos em 20 milhões de euros”, produzindo para “os novos modelos da PSA Citroen em Vigo, na Galiza, e em Mangualde, no distrito de Viseu, para a fábrica espanhola da Renault, e para as unidades da Volkswagen em Portugal e Espanha”.

As fábricas a instalar no parque empresarial de Lanheses vão dedicar-se à produção de peças injetadas de plástico para componentes da indústria automóvel.

Criado em 1986, o grupo “está hoje espalhado por vários países, desde França à Rússia e emprega cerca de 1.500 pessoas, trabalhando para as principais marcas automóveis”.

O presidente da Câmara Municipal sublinhou que este novo investimento “vem reforçar a atratividade de Viana do Castelo no que diz respeito ao acolhimento de empresarial”, destacando “a possibilidade de instalação, no concelho, de um centro tecnológico”.

José Maria Costa acrescentou que o novo projeto industrial “vai potenciar um conjunto de investimentos associados ao ‘cluster’ automóvel”.

Na semana passada, durante uma visita do ministro da Economia, o autarca anunciou que o investimento da Eurosyle Systems Portugal “é um dos projetos que fazem parte do pacote de 60 milhões de euros que irão permitir criar 350 novos postos de trabalho em Viana do Castelo”.

“Em causa estão duas unidades fabris do sector, a ampliação de três empresas de capital estrangeiro que estão instaladas em Viana do Castelo e da relocalização de outras já instaladas no concelho”, sustentou na ocasião.

Em abril passado, e face “à relevância do investimento e da criação de emprego”, a Câmara de Viana aprovou por unanimidade a atribuição de benefícios fiscais à Eurostyle Systems, no valor de 10.900 euros.