E o 'Costa contra Costa' continua.

O governador do Banco de Portugal mostrou-se esta quinta-feira disponível para falar do papel comercial com a CMVM e com o Governo.

Após as acusações do primeiro-ministro em relação à posição de Carlos Costa na situação dos lesados do BES, o Banco de Portugal diz que antes das notícias veiculadas, já tinha sido marcada uma reunião.

“A propósito de recentes notícias sobre a posição do Banco de Portugal em relação à situação dos investidores em títulos das sociedades Espírito Santo International e Rioforte, o Banco de Portugal informa que, ainda antes das referidas notícias, e na sequência de contactos estabelecidos com o representante designado pelo Governo, foi aceite e marcada, a pedido deste último, uma reunião entre o Banco de Portugal, a CMVM e o representante do Governo, a realizar esta semana”, refere o comunicado do Banco de Portugal.

A reunião com o Governo e a CMVM sobre os lesados do BES realiza-se, precisamente, nesta sexta-feira.

O primeiro-ministro deixou ontem fortes críticas ao governador do Banco de Portugal por estar a "arrastar" uma decisão relativamente aos lesados do papel comercial do Grupo Espírito Santo adquirido aos balcões do BES. 

"A situação que se tem vindo a arrastar, quanto a um mecanismo de solução da situação dos lesados do BES é, a todos os títulos, lamentável", afirmou na quarta-feira o primeiro-ministro António Costa.