O Banco de Portugal vai entregar mais de 240 milhões de euros de lucros ao seu acionista, o Estado. O valor concreto será divulgado na quarta-feira ao Banco Central Europeu, mas o governador Carlos Costa levantou o véu já esta terça-feira, na comissão de inquérito ao BES.

«Vou comunicar publicamente amanhã ao BCE que vamos entregar 240 e tal milhões de lucros ao acionista. Os meus colegas em Frankfurt vão ficar todos contentes em relação à dimensão do nosso banco, porque o BCE que é muito maior do que nós, só entrega mil e tal milhões»


Carlos Costa pediu «desculpa» aos deputados pelo «tom coloquial» que utilizou para falar sobre este assunto, mas realçou que o tom coloquial «permite às vezes as pessoas perceberem como é que as coisas são». 

No ano passado, o supervisor da banca entregou ao Estado 202 milhões de euros de dividendos relativos a 2013, menos 43,7% do que no mesmo período do ano anterior.