A companhia Ryanair anunciou que vai cancelar cerca de 40 a 50 voos por dia, nas próximas semanas. São cerca de dois mil voos, 285 mil viagens. As contas foram feitas pelo jornal britânico The Guardian.

 

A companhia aérea justifica a medida com o facto de precisar de dar folgas e férias a pilotos e assistentes de bordo e, ainda, por forma a cumprir horários.

O anúncio da transportadora está a gerar muitas críticas por parte dos passageiros nas redes sociais. Queixam-se de que estão a ser avisados apenas na véspera das voos ou só com dois dias de antecedência. Queixam-se ainda da falta de apoio por parte do centro de atendimento ao cliente.

 

 

A empresa irlandesa alega que depois de dois meses de intensa atividade, pilotos e pessoal de cabina têm de tirar férias sendo, por isso, impossível continuar com o mesmo ritmo de voos.

Acrescenta ainda que a sua taxa de pontualidade caiu abaixo de 80% nas duas primeiras semanas de setembro.