O Conselho de Administração do BPI considera que a Oferta Pública de Aquisição (OPA) lançada pelo espanhol CaixaBank ao banco português aponta para sinergias cujo valor "é compatível com uma saída de perto de 1.000 pessoas".

No relatório do Conselho de Administração do BPI hoje enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a administração do banco português refere que o prospeto de OPA do CaixaBank identifica "sinergias de custos estimadas preliminarmente" pelo banco espanhol, que "consistem basicamente em reduções de custos gerais resultantes da implementação de processos de otimização e de redução de custos de pessoal".

O BPI recorda que o CaixaBank estimou que "a implementação gradual de tais sinergias poderá gerar até 84 milhões de euros de poupanças no negócio da sociedade visada em Portugal, antes de impostos (-17% da base de custo recorrente doméstico da sociedade visada), durante um período de três anos, esperando-se que atinjam o seu pico no ano de 2019".

Deste montante total de sinergias identificadas pelo CaixaBank, cerca de 39 milhões são relativos à redução de custos gerais no BPI e aproximadamente 45 milhões dizem respeito sobretudo à poupança em custos com pessoal.

Assim, a administração do BPI conclui que "o valor das sinergias referido pelo oferente [o CaixaBank] conjugado com os custos de reestruturação anunciados é compatível com uma saída de perto de 1.000 pessoas".

E acrescenta que “a redução de despesas de pessoal derivadas de quaisquer reestruturações laborais seriam realizadas pelo Oferente com estrito cumprimento dos parâmetros sociais que têm vindo a ser observados pelo Oferente em procedimentos similares (incluindo a reorganização interna do Oferente em 2013), dando prioridade a reformas antecipadas e lay-offs incentivados”.

O BPI recorda ainda que, desde 2008, o número de trabalhadores do banco passou dos 7.767 em 2008 para os 5.757 em setembro de 2016, ou seja, menos 2.010 trabalhadores (-26%).

Neste relatório, o BPI acrescenta que o número de trabalhadores da atividade doméstica do banco deverá reduzir-se ainda mais até ao final do ano, para os 5.515 trabalhadores em dezembro de 2016, o que se traduzirá numa redução de 29% desde 2008.

A administração do banco voltou hoje a emitir um parecer sobre a oferta do CaixaBank, considerando-a "oportuna" e "amigável". Recorde-se que o banco espanhol oferecia inicialmente 1,113 euros por ação e, depois da desblindagem de estatutos ter sido votada, favoravelmente, pelos acionistas, abrindo caminho para o sucesso da oferta, o preço subiu para 1,134 euros.

No mesmo dia em que o banco anunciou, em comunicado, que Edgar Alves Ferreira renunciou ao cargo no conselho. Ele que era o representante do grupo Violas.