O indicador de sentimento económico (ISE) manteve-se praticamente inalterado em abril tanto na zona euro como na União Europeia (UE), segundo dados hoje divulgados pela Comissão Europeia, escreve a Lusa.

Depois de três meses consecutivos de recuperação, na zona euro o ISE desceu uns ligeiros 0,2 pontos para 103,7. Já no total dos 28 países da UE subiu residualmente 0,3 pontos para 106,4.

Em Portugal, o indicador passou de 103,2 pontos em março para 106 em abril, um aumento pelo segundo mês consecutivo.

Houve melhorias sobretudo nos serviços, mas também na indústria, comércio a retalho e construção, enquanto nos consumidores piorou.

Quanto aos dados agregados da zona euro, a Comissão Europeia justifica a estabilização do ESI entre os 19 países que partilham a moeda única com o facto de a melhoria da confiança no setor dos serviços ter sido minimizada pelos desenvolvimentos negativos no setor na construção e entre os consumidores.

Entre as maiores economias da zona euro, destaque para o avanço do indicador em Espanha (1,3) e Holanda (0,9) e as quedas de França (-1,4) e Alemanha (-0,6), enquanto em Itália ficou inalterado.

Fora da zona euro, avançou no Reino Unido (2,0) e na Polónia (1,3).

Também hoje foi divulgado o indicador do clima de negócios para a zona euro, que em abril avançou de forma muito ligeira, 0,09 pontos para 0,32.

A Comissão Europeia não tem para este indicador dados desagregados por Estado-membro.