O indicador de sentimento económico (ISE) para Portugal melhorou em janeiro para os 99,6 pontos, o valor mais elevado desde 2008, mas abaixo das médias europeia e da zona euro, revelou hoje a Comissão Europeia.

Segundo os dados revelados esta quinta-feira, o ISE melhorou 0,5 pontos na zona euro em janeiro, para os 100,9, e 0,9 pontos na União Europeia (UE), para os 104,7, mantendo a tendência de crescimento do indicador desde maio de 2013.

Confiança dos consumidores atinge máximos de abril de 2010

Entre os países sob programa da troika, também Chipre viu o seu indicador subir e atingir um novo máximo desde julho de 2011 (91,3).

A nível da zona euro, duas das cinco principais economias viram o indicador aumentar: em França cresceu 1,1 atingindo um novo máximo desde abril de 2012 e na Alemanha cresceu 0,7, atingindo a melhor prestação desde agosto de 2011.

Em Espanha e Itália o indicador estabilizou e na Holanda desceu 1,0 pontos.

Cresce confiança dos investidores estrangeiros na economia lusa

O indicador de sentimento económico calculado pela Comissão Europeia mede a confiança e as expectativas quanto à economia de consumidores e empresas europeus.

Já o principal indicador que mede o clima de negócios na zona euro manteve-se em janeiro praticamente inalterado em relação a dezembro de 2013, nos 0,19 pontos.

Em dezembro, o indicador do clima de negócios tinha ficado nos 0,20 pontos, o valor mais elevado desde setembro de 2011.

A Comissão Europeia não divulga dados por Estado-membro relativos ao indicador do clima de negócios.