«Como o Governo já explicou muitas vezes, nós demos um contributo muito positivo e tivemos uma posição muito responsável durante as semanas de discussão sobre a extensão do programa grego. Não é de todo verdade que tenha havido tensão, não é de todo verdade que essa tensão exista nesta altura».



«Evidentemente, exigimos o cumprimento das regras europeias porque achamos que a política europeia depende muito dos procedimentos que estão estabelecidos. Foi isso que aconteceu e chegamos a um acordo preliminar».