Um defeito detetado no trem dianteiro dos aviões Dash8-Q400, da construtora canadiana Bombardier, vai obrigar à substituição de componentes na frota da Sata Air Açores, admitiu esta segunda-feira fonte da companhia.

Em causa está um alerta lançado pelas autoridades de segurança canadianas, depois de ter sido detetada uma anomalia numa das aeronaves da Bombardier, quando estava estacionada na placa.

«Trata-se de um caso único de descomando no sistema de direção do trem de proa das aeronaves Dash8-Q400», revelou o Gabinete de Relações Públicas da Sata Air Açores, contactada pela Lusa.

A mesma fonte adiantou que o fabricante e a entidade aeronáutica canadiana já trataram de «desenvolver um alerta para riscos associados», bem como uma «ação corretiva para evitar a potencial falha do sistema».

A construtora já ordenou que os 448 aviões que supostamente poderão ser abrangidos por este problema, em todo o mundo, (incluindo os da companhia aérea açoriana), sejam corrigidos mecanicamente.

No caso dos aviões da Sata Air Açores, a modificação será operada «de acordo com as instruções do fabricante», nas instalações de manutenção e engenharia da transportadora regional, em Ponta Delgada, não sendo necessário que os aparelhos tenham de viajar até à fábrica.

Por essa razão, a companhia aérea garante que operação entre ilhas continuará a processar-se «dentro da normalidade».