O PSI-20 fechou a sessão em queda ligeira, a perder 0,28% para os 5.495,88 pontos, com nove cotadas a negociar abaixo da linha de água.

A Pharol liderou as quedas do dia, ao tombar 5,1%, para os 0,39 euros. Ainda no setor das telecoms, a NOS perdeu 1,2%, nos 7,45 euros por ação.

A Mota-Engil também esteve entre as maiores quedas, ao deslizar 1,6%, para os 2,35 euros.

No setor da energia, destaque para queda de quase 3% da REN, com os títulos a cotar a 2,70 euros. Depois do Novo Banco ter concluído a venda de 5% da energética, através de uma colocação acelerada a 2,62 euros por ação.

No setor da banca, o sentimento foi misto: o BCP perdeu 0,6%, nos 0,05 euros. Já o BPI ganhou 2%, fechando nos 1,12 euros e ajudou a travar maiores quedas do índice. Já o Banif liderou os ganhos e avançou 3,7%, com as ações a manterem-se nos 0,003 euros.

Na Europa, o índice que agrega as 300 maiores empresas, fechou a ganhar ligeiros 0,25% nos 1.498,74 pontos, a recuperar das quedas do dia depois, depois de conhecidos os dados da produção industrial da Alemanha, que caiu 1,1% em setembro.

Apenas Londres seguiu a tendência negativa de Lisboa e deslizou 0,2%. Já Paris e Madrid subiram 0,1%, Frankfurt somou 0,9% e Milão ganhou 1,4%.