Os mercados abriram a sessão em queda, depois da reunião do G20 ter terminado sem acordo quanto a novas medidas para fazer crescer a economia global.

O PSI-20 não é exceção: cai 0,76%, nos 4.674,67 pontos com apenas uma cotada no verde.

A liderar as quedas, a Pharol tomba 8% para os 0,17 euros, penalizada pelo facto de uma eventual fusão entre a antiga PT SGPS e a brasileira TIM estar cada vez mais longe.

A EDP renováveis segue a pressionar o índice, ao descer 1,15%, com os títulos a cotar a 6,38 euros. Também a EDP cai 1,2%, nos 2,79 euros.

No setor da banca, o BCP desliza 0,9%, com as ações a cotar a 0,03 euros. O BPI desce 0,6%, para os 1,04 euros.

Só a Galp trava maiores quedas, ao ganhar 1,1%, com as ações a valer 10,26 euros, a acompanhar a subida do preço do petróleo. O Brent do mar do norte está a cotar a 35,29 dólares por barril, uma subida de 0,5%.

Na Europa, o cenário é de queda, a seguir o fecho do mercado asiático. Frankfurt lidera, ao perder 1,3%. Madrid cai 1,1% e Londres, Paris e Milão depreciam 0,8%.