As bolsas europeias estiveram esta terça-feira a negociar próximas da linha de água, na expetativa da votação, pelo parlamento grego, das medidas que constam do terceiro resgate financeiro da Grécia.

Sem rumo definido, os mercados bolsistas oscilaram entre o sinal positivo de Paris ( +0,69%), Londres (+0,15%), Frankfurt (+0,14%) e Madrid (+0,10%) e a nota negativa de Lisboa (-0,62%) e Milão (-0,30%).
 

Lisboa com maior queda da Europa


Em Lisboa, o índice PSI 20 registou a maior queda da Europa, arrastado pela desvalorização dos titulos da banca e de alguns pesos pesados do mercado nacional. O BPI liderou as desvalorizações, com um recuo de 2,703%, para 1,08 euros por ação, no que foi seguido pelo Banif, com uma queda de 1,5% (0,0065 euros) e Millennium BCP, que caíu 1,110% (0,0802 euros por título).

A desvalorização de 2,101% da Jerónimo Martins, para 11,65 euros por ação, e de 1,508% da  Pharol, para 0,3920 euros por título, deram uma ajuda ao desempenho negativo do índice nacional.