O principal índice da bolsa nacional ainda abriu a perder 0,08%, depois de ter caído também durante as últimas quatro sessões, e a acompanhar as restantes praças europeias. Ainda assim, entretanto, mais perto das 09:00, o BCP já tinha conseguido colocar o PSI20 do lado dos ganhos ao valorizar mais de 3% para 0,0330 euros.

Depois de sete sessões consecutivas de queda, em que perdeu mais de 18% do seu valor com a incerteza sobre se entra ou não na corrida ao Novo Banco e com o receio de que, a acontecer, isso possa causar pressão sobre o capital, hoje as ações estão finalmente a recuperar.

Nota positiva também para o BPI, com uma valorização de 1,36% para 1,116 euros.

O setor da energia também está a ajudar, à exceção da REN, com a Galp a subir 0,64%, para 11,84€ e a EDP a subir 0,% para 3,135 euros.

Os CTT estão também com uma valorização considerável, de 1,4%, com cada ação a valer 8,07 euros. A empresa apresentou resultados ontem, depois do fecho do mercado. O lucro caiu 7,3% para quase 21 milhões de euros nos primeiros três meses do ano, sobretudo por causa do investimento no Banco CTT, que abriu ao público em março, mas mesmo assim são melhores números do que aqueles que foram estimados pelos analistas. Daí as ações estarem com sentido positivo.

A Sonae também apresenta resultados, mas hoje, depois do fecho do mercado. Os analistas preevem que o lucro tenha mais do que duplicado até março. E os títulos, em bolsa, estão a refletir esse otimismo, ganhando mais de 1,64%.